Para ver a realidade...



Você já sentiu a sensação de viver em dois mundos diferentes? Sim eu já. 
Ao mesmo tempo em que ouvimos falar no crescimento do país, dos ganhos em diversas áreas comerciais, ouvimos também notícias de lugares onde falta água, pessoas vivendo em extrema pobreza... e aí eu me pergunto? Como isso é possível? A resposta é bem simples: trata-se das contradições impostas pelo capital. Poucos com muito e muitos com quase nada. 
Confira nas reportagens abaixo:

Investimentos para a Copa garantem estádios e protestos de operários 



 A Copa do Mundo de 2014 inicia contagem regressiva com problemas trabalhistas e greves nas obras dos estádios. Há mil dias para o evento, operários do Maracanã, no Rio de Janeiro, e do Mineirão, em Belo Horizonte, estão paralisados.
Os trabalhadores realizam a segunda greve no Maracanã, iniciada no dia 1º de setembro. Para o secretário geral do Sindicato dos Trabalhadores da Construção Pesada do Rio de Janeiro, Paulo César Monico, a greve se deve ao não cumprimento, por parte das empreiteiras, dos acordos feitos na primeira paralisação.
“A situação continua ruim, problema de assistência de saúde que foi prometido e não foi cumprido, [pagamentos de] horas extras que não foram aplicados, comida que continua ruim, estragada”.
O Tribunal Regional do Trabalho analisa um recurso que questiona a legalidade da greve dos operários do Maracanã.
No estádio do Mineirão, essa também é a segunda paralisação. Os operários pedem aumento nos salários, melhorias das condições de trabalho e dos benefícios.
A cidade de Belo Horizonte foi escolhida para o lançamento da contagem regressiva para a Copa, pois as obras do estádio Mineirão são as mais adiantadas. No evento, realizado na sexta-feira (16), a presidenta Dilma Rousseff discursou sobre a importância dos investimentos para o Mundial.
 “Continuar investindo pesadamente em obras de infraestrutura é parte da nossa estratégia para garantir que o Brasil mantenha o desenvolvimento em ritmo adequado”.
O orçamento de obras para a Copa está estimado em R$ 23,4 bilhões, segundo o Portal da Transparência. Porém, a Associação Brasileira da Infraestrutura e Indústria de Base calcula o valor total em R$ 112 bilhões.
De São Paulo, da Radioagência NP, Vivian Fernandes.
16/09/11

Retratos da pobreza no Brasil



Hoje, 16 milhões de brasileiros vivem na miséria, com menos de R$ 70,00 por mês. A maioria dessas pessoas está no campo, mas muitas também são vistas nas cidades, em casas improvisadas, sem acesso aos serviços mais básicos, como água tratada e energia elétrica. Esse é o tema do Caminhos da Reportagem de quinta-feira (01), às 22h.
A equipe da TV Brasil foi em busca dessas famílias, no semi-árido nordestino e nas favelas das grandes cidades. E encontrou histórias de vidas muito sofridas, mas também um quadro que começa a mudar. O Brasil já atingiu um dos objetivos propostos pela ONU: reduzir a pobreza  pela metade. A desigualdade no país é a menor dos últimos 50 anos. Agora,  um novo esforço busca eliminar a pobreza extrema até 2015.




Percebeu a contradição? É essa a nossa realidade.

You can leave a response, or trackback from your own site.

1 Response to "Para ver a realidade..."

  1. This website can live streaming , you can join at my site :
    agen judi online terpercaya
    Prediksi Bola

    Thank you
    agenpialaeropa.net

Postar um comentário

Aqui você tem liberdade para se expressar. Não se preocupe! Tirei as tais palavras de verificação de postagens. Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Powered by Blogger